quinta-feira, 23 de março de 2017

9º ANO RESUMO - PROVA BIMESTRAL


AS CARACTERÍSTICAS  DO CONTINENTE EUROPEU SÃO BASTANTE VARIADAS
O clima, a vegetação original, o relevo, a hidrografia, a dimensão e a localização territorial atuam como facilitadores quanto limitadores do processo de ocupação humana.
Na  Europa,  foram  desenvolvidas  muitas  tecnologias  que  transformaram  o  meio  natural em busca de melhores condições de vida e conforto às suas populações.
Diferentes etnias e culturas, habitando espaços diversos do ponto de vista natural – desde encostas de montanhas até margens de grandes rios que cortam extensas planícies – originaram variadas formas de se viver e ser.
O  limite  entre  a  Ásia  e  a  Europa  não  é  claro, não  existe  delimitação  aparente entre esses dois continentes.
 O Mar Mediterrâneo, é o limite entre a Europa e a África,
Do ponto de vista geológico, Europa e Ásia formam apenas uma área contínua de terra, um continente, chamado de Eurásia .
A Europa, portanto, uma grande península, habitada por povos com características históricas e culturais distintas das existentes no Oriente.
Com 10 526 322 km2, equivalente ao somatório das áreas territoriais do Brasil, da Bolívia e da Venezuela.
A Europa é delimitada pelo Mar Mediterrâneo ao sul;
Oceano Atlântico ao oeste;
Oceano Glacial Ártico ao norte.
O limite com a Ásia é genericamente definido pelos Montes Urais, Rio Volga, Mar Cáspio, Cadeia do Cáucaso, Mar Negro e Estreito de Bósforo.
Uma característica física marcante do continente é o fato de possuir litoral bastante recortado, com mares internos, golfos, ilhas e penínsulas.

Na Europa encontramos as seguintes formas do relevo: depressões, planícies, planaltos e cadeias de montanhas de formação recente.
Apresenta  paisagem com grandes cadeias de montanhas e picos nevados, mas, a maior parte do território europeu é plana, com altitudes inferiores a 200 metros.

AS PLANÍCIES E A HIDROGRAFIA
A Grande Planície Europeia é muito importante para a econômia, pois nela encontra-se as maiores concentrações populacionais, os portos e as regiões industriais e agropecuárias da Europa.
A grande  planície  se  estende  desde  o  limite  com  a  Ásia,  nos  Montes  Urais,  onde é conhecida como Planície Russa, até a França.
Em geral, suas altitudes das planícies não ultrapassam os 200 metros, porém há algumas regiões de planalto no seu interior, como o Planalto do Volga.
A grande  planície  recebe nomes regionais, como Planície Germânica, na Alemanha, ou Planície Sarmática, na Federação Russa (ou Rússia).
É cortada por diversos rios que são intensamente utilizados como vias de transporte muito importantes para o desenvolvimento da região.
Entre os rios que cortam a Grande Planície Europeia, destaca-se o Volga:

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO RIO VOLGA
É o maior rio europeu e localiza - se integralmente em território russo.
Nasce nos Montes Valdai, próximo  a  Moscou,  e  deságua  no  Mar  Cáspio. 
É  uma importante via de transporte fluvial  e  possui  canais  que  o  liga  a  mares,  como  o  Báltico e o Negro.
É destaque na geração de energia elétrica e no abastecimento de água. Para essas funções, foram construídas barragens e diques ao longo de seu curso.
Outros  rios  cortam  a  Grande  Planície  Europeia  e  também  são  largamente utilizados como vias de transporte de mercadorias e passageiros.

PLANÍCIE  PANÔNICA (PANÔNIA) OU PLANÍCIE DA HUNGRIA
A  Planície da Panônia,  ou  da  Hungria,  conta  com  solo  bastante  fértil,  largamente  utilizado na atividade agrícola.
Ela é atravessada pelo Rio Danúbio, o segundo maior rio  da  Europa  e  um  dos  mais  importantes  do  continente. 
O Rio Danúbio  nasce  na  Alemanha,  próximo à Floresta Negra, e deságua no Mar Negro, cruzando nove países europeus.
Na Planície Húngara, estendendo-se ao oriente(LESTE) e margeando o Mar Negro, ocorre o solo chernozem,;
O solo chernozem é um tipo  de  solo  fértil  e  rico  em  matéria  orgânica. 
Ocorre em área  de  estepes da Europa Oriental, pode ser encontrado em países como Ucrânia e Rússia.

OS PLANALTOS
As áreas de planaltos na Europa são originadas de rochas formadas durante a Era Pré-Cambriana e geologicamente são escudos cristalinos ou maciços antigos.
São áreas ricas em recursos minerais metálicos e apresentam importância econômica muito grande.
Os  Alpes  Escandinavos  estão  localizados  no  extremo  norte  do  continente,  na  Península Escandinava, e cobrem porções importantes da Noruega e da Suécia.
Uma característica geográfica dessa região é a ocorrência de fiordes nos litorais da Noruega, Suécia e Dinamarca.
Os fiordes são vales esculpidos pelo atrito causado pelo escorregamento de geleiras no Período Quaternário e estão  abaixo  do  nível  do  mar;
  Os fiordes formam  enormes canais naturais rumo ao interior do continente.
Nos fiordes O avanço do mar pode chegar a mais de 100 km continente adentro, e muitos deles são navegáveis e recebem embarcações com turistas de vários pontos do mundo.

MONTES  URAIS 
Os  Montes  Urais  são  parte do limite entre a Europa e a Ásia e se estendem por mais de 2 000 km no sentido norte-sul.
Nos Montes Urais seu subsolo é extremamente rico em recursos minerais, como  jazidas  de  ferro,  cobre,  níquel, chumbo e ouro.
Os Montes Urais tem suas formas desgastadas por processos erosivos ocorridos nos últimos 200 milhões de anos e seu ponto mais elevado está no Monte Narodnaia, com 1 895 metros de altitude.

CADEIAS DE MONTANHAS DE FORMAÇÃO RECENTE
As  regiões  onde  ocorrem  os  dobramentos  recentes  são  as  que  possuem  as  maiores altitudes , ou seja, Áreas de grandes montanhas.
Geologicamente, os  dobramentos  recentes  se localizam em zonas de contato entre placas tectônicas, que exercem pressão umas sobre as outras, originando os dobramentos, em um processo denominado de orogênese.
 As formações recentes, que se desenvolveram principalmente no Período Terciário em especial entre as épocas do Eoceno e Mioceno (entre 58 e 5 milhões de anos atrás) e que ainda estão em processo de surgimento.
Os  dobramentos  recentes  fazem parte de um processo geológico com reações em diversos pontos do planeta como:
Cadeias do Himalaia, na Ásia e Cordilheira do Atlas, no norte da África, estão associadas ao mesmo cinturão orogênico dos dobramentos localizados no sul da Europa.
Suas montanhas, com cumes nevados em formas pontiagudas, são marcas características das paisagens alpinas e demonstram que, geologicamente, ainda não atravessaram um longo processo de erosão.
O ponto mais elevado do continente europeu é o Monte Elbrus, com 5 642 m de atitude. Está localizado na cadeia do Cáucaso, próximo do limite entre a Europa e a Ásia.
O sistema montanhoso mais conhecido são os Alpes.
Os Alpes ocorrem em países como a Suíça, a Itália, a Alemanha, a França, a Áustria e a Eslovênia e abriga importantes estações de esqui, nas quais são praticados esportes de inverno.
Os Apeninos estendem-se por aproximadamente 1 000  km  ao longo da Península Itálica.
Os Pireneus demarcam o limite entre  a  França  e  a  Península  Ibérica, onde estão localizados Espanha e Portugal.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

9º ANO ROTEIRO QUESTÕES CAP. 11