sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

CURSO OPÇÃO - QUESTÕES URBANIZAÇÃO 2015 parte 2


01. Estudos recentes sobre a urbanização brasileira nos mostram algumas características da ocupação do solo. Sobre o processo de urbanização, assinale a alternativa correta.

A) A urbanização brasileira se desenvolveu com ampla integração ambiental.
B)As principais capitais brasileiras foram cidades planejadas para minimizar os impactos ambientais.
C) As cidades brasileiras, na sua maioria, cresceram ordenadamente, dentro de uma lógica social, promovendo a qualidade de vida do cidadão.
D) A conurbação que acontece em algumas cidades brasileiras pode ser uma solução adotada para minimizar problemas de saneamento básico.
E) O crescimento desordenado das áreas urbanas provocou grandes impactos ambientais, principalmente na Mata Atlântica.

02. A intensa e acelerada urbanização brasileira resultou em sérios problemas sociais urbanos, entre os quais podemos destacar:

A)Falta de infraestrutura, limitações das liberdades individuais e altas condições de vida nos centros urbanos.
B)Aumento do número de favelas e cortiços, falta de infraestrutura e todas as formas de violência.
C)Conflitos e violência urbana, luta pela posse da terra e acentuado êxodo rural.
D) Acentuado êxodo rural, mudanças no destino das correntes migratórias e aumento no número de favelas e cortiços.
E) Luta pela posse da terra, falta de infraestrutura e altas condições de vida nos centros urbanos.

03. Hoje a cidade de Nápoles assemelha-se a uma enorme lixeira. As autoridades napolitanas não sabem para onde levar os resíduos sólidos domiciliares produzidos pela cidade. [...] Sem saber o que fazer com o seu lixo, e com o receio crescente de epidemias, muitos habitantes já começaram a queimar os resíduos domiciliares, fazendo aumentar o rol de perigos associados ao problema, como a libertação de substâncias potencialmente cancerígenas para a atmosfera. Esta situação, com proporções mais preocupantes em Nápoles, afeta, no entanto, toda a região italiana da Campânia. Disponível em:  http://www.mafiadolixo.adm.br/default. asp?>. Acesso em: 8 jul. 2008. A crise do lixo na Itália reflete:

A) a importância adquirida pelos ambientalistas, que pressionam os governos dos países ricos por soluções para um desenvolvimento sustentável a nível global.
B) a falta de consciência ecológica por parte da população italiana, que, tal como a população dos países subdesenvolvidos, não se preocupa com o destino do lixo que produz.
C) a força do poder paralelo que tenta desestabilizar o governo italiano diante da população, já que é a Gamorra (a máfia local) quem controla os aterros sanitários da região.
D) o dilema da atual sociedade de consumo que dilapida o planeta na produção de necessidades supérfluas e de produtos descartáveis, mas não encontra soluções viáveis e ambientalmente sustentáveis para a enorme quantidade de lixo que produz.
E) um problema típico dos países ricos europeus, que dispõem de pouco espaço para fazer aterros sanitários, a solução mais viável para destinar a grande quantidade de lixo que produzem sem agredir o meio-ambiente.

04. O fenômeno da macrocefalia urbana, decorrente do crescimento acelerado das cidades, principalmente nos países pobres, gera consequências diretas, como:

A)Aumento dos problemas sociais e a exclusão social e econômica de grande parte da população.
B) Surgimento de bairros destinados a habitantes com alto poder aquisitivo e disseminação dos serviços modernos.
C) A verticalização urbana e a diminuição do consumo de bens duráveis e não duráveis.
D) Redução da criminalidade e da desigualdade social, tendo em vista que a renda é mais bem distribuída nas grandes cidades.
E) Estagnação da indústria, devido à redução do consumo e à aceleração do êxodo urbano.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

9º ANO ROTEIRO QUESTÕES CAP. 11