domingo, 29 de março de 2015

PROVA BIMESTRAL 9º ANO


RESUMO PARA PROVA BIMESTRAL CAPITULO 02

CLIMA DA EUROPA

Tipos de clima da Europa:
Desértico;
Semiárido;
Mediterrâneo;
Frio;
Polar;
Frio de Montanha;
Temperado;

CLIMA TEMPERADO
Ocorre em boa parte da região norte, na porção Central da Europa Ocidental e na maior parte do Litoral Atlântico (Reino Unido e Irlanda);
Tem pouca possibilidade de seca, devido à boa umidade do oceano (maritimidade) que influencia o clima;

CLIMA DO SUL DA EUROPA
Ao longo da costa do Mar Mediterrâneo ocorre o clima Mediterrâneo;
Verão com chuvas escassas, ou seja, é a época da estiagem e temperaturas mais elevadas;
Inverno com temperaturas amenas (mais frias que no verão) e chuvas mais constantes;
Neste clima produz vinho e azeite, nos seguintes países: Portugal, Espanha, Itália e França.
 Portugal, Espanha, Itália e França são importantes exportadores agroindustriais da Europa.
A agroindústria é lucrativa e gera muito emprego nesta região do continente.

CLIMA FRIO DE MONTANHA
Este clima ocorre em elevadas altitudes, acima dos 4000 metros de altitude.
Apresenta Condições extrema de muito frio com neves eternas e ventos bastante fortes;
Sua vegetação é formada por liquens e musgos;

CLIMA FRIO
Ocorre na porção Oriental e no Norte do continente;
Este clima sofre sua maior influencia da continentalidade;
Apresenta maior variação diária e sazona (entre as estações do ano);
Apresenta baixa umidade durante todo ano;
No verão, as temperaturas ficam perto do 15ºC positivos;
No inverno, as temperaturas podem chegar aos 10ºC negativos e apresenta muita nevasca;

CLIMA POLAR
Ocorre na Islândia, no Extremo Norte da Rússia e em partes da Noruega, Finlândia e Suécia;
É um clima de elevadas latitudes, boa parte ao norte do Círculo Polar Ártico;
Este clima é influenciado pela massa de ar polar Ártica que se desloca para o sul;
A média de temperatura No mês mais frio pode chegar a 18° negativo;
Nos pólos onde ocorre mo clima polar a quantidade de raio solar é menor, por isso é mais frio;
No verão há o sol da meia noite, o dia não anoitece;
Durante boa parte do inverno não há dia somente noite;
Neste clima o bioma de tundra só se desenvolve durante o curto tempo do verão;

VEGETAÇÃO DA EUROPA

FLORESTA DE CONÍFERAS OU FLORESTA BOREAL:
Localiza-se ao sul da tundra;
Apresenta grande adaptação ao frio;
Passa boa parte do ano coberta por gelo;
O verão é curto;
O derretimento do gelo durante o verão ajuda a fertilização do solo;
Sofre variação sazonal de luminosidade solar, mais luz solar no verão e menos no inverno;
Por ter alto valor econômico, é bastante devastada;
É formada por pinheiros e abetos;
São muito usadas na produção de papel e celulose

SILVICULTURA OU ENGENHARIA FLORESTAL NA EUROPA.
É a ciência que estuda os métodos naturais e artificiais de regenerar e melhorar as florestas com objetivo de atender as necessidades do mercado e, ao mesmo tempo, a aplicação do estudo para a manutenção, o aproveitamento e o uso racional das florestas.
A silvicultura tem aumentando, nos últimos anos, a produção da madeira na Europa;
A silvicultura promove a preservação da floresta de Conífera da Europa;
A Finlândia é um exemplo de pais europeu especializado na exploração madeireira;
Os países europeus especialistas em exploração de madeira exportam desde madeira até maquinas e equipamento para o setor madeireiro;

FLORESTA TEMPERADA
 È o bioma que ocupava a maior parte do território europeu;
Apresentando grande biodiversidade;
O solo é rico (fértil) em nutrientes devido à matéria orgânica produzida pela floresta;
Perde suas folhas na estação seca, evitando a evapotranspiração;
Atualmente há pequenas manchas da FLORESTA TEMPERADA ao longo do continente em áreas de conservação;
Obs.: EVAPOTRANSPIRAÇÃO é a perda de água do solo por evaporação e a perda de água da planta por transpiração. O nome provém desses dois processos.

FLORESTA MEDITERRÂNEA
Ocorre ao longo do Mar Mediterrâneo, cujo clima tem mesmo nome;
Foi muito devastada, restando apenas áreas de preservação em alguns países (Croácia, Sérvia);
É uma vegetação adaptada a períodos de estiagem (seca)
PRADARIAS E ESTEPES
Localiza-se ao longo da costa do Mar do Negro;
Sua principal característica é ser rasteira com arbustos
Ocorrem em países com Moldávia, Romênia, Hungria e Ucrânia.
Típica de vegetação de área a jusante do rio Volga e Dnieper.
Obs.: 

JUSANTE: É qualquer parte do rio compreendido entre o observador e a sua foz, ou seja, rio-abaixo em relação a este observador. A foz é o ponto mais a Jusante do rio. 

MONTANTE: É o lugar que está mais próximo das cabeceiras de um rio, a nascente é o ponto mais a montante de um rio.
No Brasil encontra-se no Rio Grande do Sul;

VEGETAÇÃO DE ALTA MONTANHA
Nas grandes altitudes, devido ao clima e ao relevo, há grande dificuldade de desenvolvimento de vegetação de médio e grande porte;
Esta vegetação é classificada como vegetação de altitude;
Ocorre sempre acima dos 4000m, ´
É muito parecida com a tundra;

TUNDRA
É o bioma mais preservado do planeta, devido ao clima frio em que se desenvolveu;
Sua vegetação é formada por liquens e musgos, que se desenvolve durante o curto verão.









quinta-feira, 26 de março de 2015

9º ANO - EUROPA

 PAISAGENS NATURAIS E PROBLEMAS AMBIENTAIS.



 EUROPA – PAISAGENS NATURAIS E PROBLEMAS AMBIENTAIS.

01. Qual a importância de se estudar geografia?

Para melhor entendermos o mundo que vivemos e como ele assumiu a atual configuração, sendo de grande importância, para este entendimento, compreender como o velho continente se formou. 

02. Quais os limites entre o continente europeu e o asiático?

São os Montes Urais, Rio Ural e o Mar Cáspio, além de ao Sul o Mar Mediterrâneo, ao Norte o Oceano Glacial Ártico e a Oeste o Oceano Atlântico.

03. Como é o litoral europeu?

Tem um litoral bastante recortado, com presença marcante de Mares, Golfos, Península, Baías e outras características geográficas que permitem a construção de portos, fato que facilita a navegação.

04. Em relação ao relevo europeu responda:

a) Quais as principais planícies?

Planície Germano-Polonesa, Planície Húngara, Planície Europeia ou Planície Sarmática. 

b) Quais as principais cadeias de montanhas originadas por dobramentos recentes? 

Cadeia do Cáucaso, Cadeia dos Alpes, Apeninos e Pireneus.

c) Quais as principais elevações do relevo europeu?

Monte Elbrus – 5633 m, Monte Branco – 4807 m

d) Quais os principais maciços e escudos cristalinos? Quais suas principais riquezas minerais?

Maseta Espanhola e os Montes Urais na divisa com a Ásia, Os Alpes Escandinavos na Noruega e Suécia. Sua principais riquezas minerais são grandes jazidas de carvão e metais.

05. Quais as principais características do relevo da Holanda?

As terras holandesas estão abaixo do nível do mar, pois estas terras foram cobertas pelo Mar do Norte, para poderem usar estas terras foram construídos diques, chamados de Pôlderes que são muito usados para fins agrícolas. 

06. Qual a principal característica dos rios europeus? O que ela promove?

É a navegabilidade, os rios na Europa são de planícies e esta navegabilidade facilita  sua utilização como via de transportes, fato que garantiu o desenvolvimento econômico deste continente.

07. Cite as principais características dos rios Volga, Reno, Sena e Danúbio.

Rio Volga:

Maior rio da Europa;
Nasce em uma região de planalto próximo a Moscou;
Deságua no Mar Cáspio;
Tem aproximadamente 3500 km pelas planícies russas;

Rio Reno:

Nasce nos Alpes e deságua no Mar do Norte;
Corta uma das mais produtivas e povoadas regiões da Europa Oeste da Alemanha;
Seu curso é considerado internacional, fato que garante a Suíça acesso ao mar;

Rio Sena:

Nasce no interior da França e deságua no Canal da Mancha;
Banha a cidade de Paris;
Tem as suas margens importantes obras culturais como a Torre Eiffel e o Museu do Louvre;
Passou por um processo de despoluição;

Rio Danúbio:

Nasce no Alpes alemães e corre para o leste do continente, cortando diversos países;                          
Atravessa a planície Húngara e deságua no Mar Negro;
A construção de canais possibilitou sua integração com outros rios formando uma importante rede de navegação fluvial.

08. Além dos rios Volga, Reno, Sena e Danúbio, cite outros rios importantes da Europa. 

Rio Tâmisa, rio Ródano e rio Pó.

09. Como é o clima na maior parte da Europa?

Na Europa prevalece o clima temperado, devido a localização ao norte do paralelo 35ºN. além de sua localização, fatores como latitude, altitude e maritimidade dão características distintas aos climas europeus.

10. Por que a parte ocidental da Europa tem maior maritimidade? 

Devido ao seu extenso e recortado litoral. que mantem boa proximidade do oceano com partes do interior do continente, menos de 400 km.

11. Em relação ao clima europeu, responda.

a) Como é o clima no interior do continente?

Na porção oriental ocorre clima temperado continental, com temperaturas baixas e grande amplitude térmica anual em função da baixa umidade do ar.

b) Como é o clima no sul do continente?

Predomina clima Mediterrâneo;

Os verões longos, quentes e secos,
É influenciado pelas massas de ar seca vindas do deserto do Saara;
Invernos são amenos, chuvosos e curtos devido a influencia das massas de ar oceânicas;
O Mar Mediterrâneo banha países como Espanha, França, Grécia e Itália;
As temperaturas médias do verão ficam entorno de 20º.

c) Como é o clima no Norte da península Escandinava e da Rússia?

O clima é Polar;
Ocorre nas áreas de altas latitudes, além do Circulo Polar;
Apresenta invernos longos e rigorosos.

d) Como é o clima na faixa ao Norte da Itália?

Na cadeia dos Alpes o clima é frio de alta montanha;
Acima dos 3000 m o ar atmosférico tem temperatura mais baixa;
Itália, Suíça e Áustria estão localizados nos Alpes são centros esportivos de inverno.

quinta-feira, 12 de março de 2015

CORREÇÃO DA ATIVIDADE MÓDULO G1 CAPITULO 3 E 4


ATIVIDADE CAPÍTULO 3 E 4 DO MÓDULO G1 1º ANO
01. A cartografia é um ramo da geografia muito importante para auxiliar no conhecimento do espaço natural e geográfico. Sendo assim dê o conceito de cartografia.
É a arte, a ciência e a técnica de fazer mapas.
02. Quais s duas tecnologias usadas a partir da década de 1970, que impulsionou a CARTOGRAFIA?
Os satélites e a Radamétrica (são utilizadas ondas de rádio para mapear a superfície do planeta)
03. Sobre as Projeções Cartográficas responda:
a) O que é?
É uma rede de meridianos e paralelos traçados como base para construir um mapa sobre uma superfície plana.
b) Qual sua maior dificuldade?
A maior dificuldade é transferir a rede ordenada em sua forma real, para um plano que seja exato ao máximo.
c) Qual seu principal objetivo?
É representar toda ou parte da superfície do planeta
d) Quais as outras ciências ligadas à geografia que auxiliam nas projeções cartográficas?
A cartografia usa como auxilio as seguintes ciências: Geodésica, Topografia, Astronomia, Aerofotogrametria e a matemática.
e) Comente: ... Não existe representação cartográfica com deformação nula.... (modulo G1, pág. 32)
O comentário desta frase deve-se basear no sentido que não tem nenhum tipo de representação do espaço que não tenha algum tipo de distorção, pois o nosso planeta apresenta características que não permite a exatidão das formas e dimensão em suas variadas representações.
04. Como podem ser classificadas as projeções cartográficas? Diferencie cada uma delas.
São: Conformes, Equivalentes e Equidistantes.
Conformes: conservam os ângulos de qualquer ponto, por conta disto conservam fisionomia e forma. Apresenta deformação.
Equivalente: Conservam as áreas mantendo a proporção do tamanho entre a superfície real e representada no mapa, as formas e fisionomia são deformadas.
Equidistante: Os comprimentos são representados em escala constante, ou seja, mantém a relação de comprimento dos meridianos e paralelos.
05. Quais os tipos projeções cartográficas? Diferencie cada um deles.
Os tipos são:
1. Cônico: Tem formato de cone de papel, nela os paralelos são circulares e os meridianos retos radiais.
2. Cilíndrica: pode ser do tipo normal ou transverso. A normal é quando o eixo do cilindro coincide com o eixo norte-sul. Transversa é quando o eixo do cilindro coincide com a linha do equador. Os paralelos e meridianos são representados em linha reta.
3. Azimutais: Como se uma folha de papel fosse tangente à superfície terrestre, o paralelo ou meridiano que passa no centro da projeção é uma linha reta.
4. Especiais: São aquelas mais usadas para confeccionar mapas-múndi. Elas são derivadas das projeções cilíndricas.
06. Quais as propriedades das projeções azimutais? Qual o tipo de projeção azimutal mais usada?
Propriedades:
Os semicírculos que passam pelo centro da projeção são linhas retas;
Os pontos igualmente distantes no centro da projeção são igualmente distantes no mapa;
Os lugares igualmente distantes no centro da projeção possuem deformações iguais.
A mais usada é a Projeção Azimutal de Lambert
07. Em relação às projeções especiais, responda:
a) Qual a mais usada para representar o mapa-múndi?
Projeção de Molllweide
b) Quais suas principais características?
São aquelas mais usadas para confeccionar mapas-múndi.
Elas são derivadas  das projeções cilíndricas.
Representam os paralelos como linhas retas horizontais;
O Equador tem duas vezes o tamanho do meridiano de Greenwich;
Os meridianos são elipse;
A projeção é equivalente – conserva as áreas.
c) Cite as características da projeção de Bartholomeu.
Tem origem nas modificações das projeções cônicas;
Tem o Equador como paralelo base, que representado como linhas retas horizontais;;
 Os outros paralelos são espaçados de acordo com a distância;
Apresentam interrupções nos oceanos dividindo o mapa em dois grupos, América do Norte, Central e Sul e Eurásia, África e Oceania.
d) Cite as características da projeção de Universal de Mercator.
Nome: Universal Transversa de Mercator (UTM);
O Equador e o meridiano de Greenwich são representados em linha reta;
A deformação é acentuada acima dos 80º de latitude norte e sul;

08. Em relação aos mapas, responda:
a) O que é mapa e mapeamento?
Mapa Segundo o professor Erwin Raiz é a representação gráfica da superfície terrestre.
Mapeamento é o conjunto de coleta de dados e informações, construção e representação de mapa de um determinado lugar.
b) Como são classificados os mapas?
São:
Mapa Geral, usados como fonte de informações generalizadas;
Mapa Especial é aquele que representa fatos, dados ou fenômenos específicos.
Mapa Temático são representações em qualquer escala de fenômenos geográficos, demográficos, geológicos, etc.
Mapa ou carta topográfica é aquele que mostra característica de elemento natural ou artificial da paisagem;
Mapa ou Carta geográfica é aquele que mostra característica de elemento geográfico de uma região, pais ou continente.
c) O que é ANAMORFOSE?
As anamorfoses geográficas são mapas esquemáticos, que não apresentam escala cartográfica. Nessas representações as áreas sofrem deformações que são matematicamente calculadas. É uma técnica utilizada para representar temas diversos, como o PIB – Produto Interno Bruto, as mudanças da população, etc. Nesse tipo de mapa, a superfície de cada espaço cartografado vai mudar proporcionalmente segundo uma variável estabelecida.
A cartografia por anamorfose é um instrumento que permite análises comparativas.
d) Explique cada um dos elementos que formam um mapa.
Coordenadas Geográficas: Os meridianos e paralelos devem está representados conforme a projeção cartográfica.
Orientação ou Rosa-dos-ventos: os pontos cardeais devem está representados na Rosa-dos-ventos para auxiliar na orientação do mapa.
Legenda: são os símbolos ou convenções cartográficas que explicam ou tornam as informações contidas no mapa mais claro.
Fonte: deve está clara a origem das informações contidas no mapa, ou seja, de onde foi retira tal informação.
Escala: representação matemática que apresenta as proporções das dimensões reais com as dimensões representadas no mapa.
Projeção cartográfica: deverá está indicada no mapa o tipo de projeção que foi utilizada para a confecção do mesmo.
09. Em relação ao processo de regionalização, responda:
a) O que é região?
É uma parte ou porção da superfície terrestre com características naturais ou sociais que a diferencie de áreas vizinhas.
b) Explique a regionalização Físico-Natural e a regionalização Histórica.
REGIONALIZAÇÃO FÍSICO-NATURAL: Baseia se nos aspectos geológicos do nosso planeta que considera o nosso planeta uma grande massa de terra emersa cercada por oceanos. Estão divididos em África, Europa, América, Oceania e Ásia (a Europa e a Ásia formam a EURÁSIA).
REGIONALIZAÇÃO HISTÓRICA: Esta regionalização baseia se na ocupação histórica dos continentes e está dividida em Antigo (velho) Continente, Novo Continente e Novíssimo Continente.
c) Qual o principal objetivo da regionalização do território brasileiro?
Conhecer melhor as características físico-naturais e socioeconômicas do nosso país.
d) Quais as da divisão elaborada pelo IBGE em 1940, 1945, 1950, 1960, 1970 e 1990.
1940: O Brasil tinha 5 regiões: Norte, Nordeste, Este, Centro e Sul.
1945: Apresentava 7 regiões: Norte, Nordeste Ocidental, Nordeste Oriental,  Centro-Oeste, Leste Meridional, Leste Setentrional e Sul,
1950: Tinha 5 regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Leste e Sul.
1960: tinha a mesma configuração de 1950, com 5 regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Leste e Sul.
1970: Continua com 5 regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.
1990 Continua com a mesma configuração de 1970, mudando apenas as fronteiras de alguns estados a partir da constituição de 1988.
10. Diferencie A regionalização proposta por Pedro P. Geiger, Milton Santos e pelo IBGE.
A divisão do IBGE divide o pais em 5 (cinco) regiões (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul), levando em conta os critérios físico-naturais e socioeconômicas de cada região.
A divisão de Pedro P. Geiger divide o pais em 3 (três) Complexos regionais ou Regiões Geoeconômicas) e leva em consideração  o desenvolvimento histórico e socioeconômico.

A divisão de Milton Santos em 4 (quatro) regiões (Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Concentrada), levando em consideração as características comuns  da modernização das  atividades econômicas.

quarta-feira, 11 de março de 2015

ORIENTAÇÃO E FUSO HORÁRIO

QUESTÕES ORIENTAÇÃO E FUSO HORÁRIO

Sobre os movimentos da Terra, são apresentadas a seguir cinco afirmações. Uma delas, contudo, é incorreta. Assinale-a:

A) O afélio é o momento em que a Terra, em sua órbita em torno do Sol, mais dele se afasta.
B) O desvio dos ventos alísios dos hemisférios Norte e Sul é uma das consequências do movimento de rotação.
C) As estações do ano, que são bem marcadas na faixa das latitudes médias, decorrem do movimento de rotação anual, da inclinação do eixo terrestre e da atração gravitacional da Lua.
D) A Terra encontra-se no solstício quando o Sol, em seu movimento aparente anual em torno da Terra, “atinge” o Trópico de Capricórnio ou de Câncer.
E) As correntes marinhas sofrem, em suas trajetórias, influências nítidas do movimento de rotação.

02. Ao planejar uma viagem de férias utilizando o programa Google Earth, você anotou as coordenadas geográficas de dois locais que gostaria de visitar na Ilha do Mel (PR), sendo o primeiro de coordenadas 25° 33’ 26.28’’sul (latitude) e 48° 18’ 30.75’’O (longitude), e o segundo de coordenadas de 25° 33’ 46.27’’S (latitude) e 48° 18’ 10.10° (longitude). Com base nos valores das coordenadas, é correto afirmar que do primeiro para o segundo ponto, você se deslocou para:

A) leste.
B) nordeste.
C) sudeste.
D) oeste.
E) noroeste.

03. Dadas as proposições sobre o sistema de fusos horários brasileiro:
 I. o primeiro fuso compreende as ilhas oceânicas brasileiras.
II. o segundo fuso, caracterizado pela hora de Greenwich “menos três horas”, compreende todo o litoral do Brasil, o Distrito Federal e os estados interiores, exceto Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre.
III. o Brasil possui quatro fusos horários.
IV. os estados do Pará e do Amazonas possuem dois fusos horários.
 V. o terceiro fuso corresponde a menos quatro horas em relação ao Meridiano de Greenwich.

Estão incorretas:

A) I, II e IV.
B) III e IV, apenas.
C) III e V, apenas.
D) II e V, apenas.
E) I, II e V.

04. Em 2008, o Brasil passou a contar com três fusos horários, em vez de quatro. Perdemos o fuso que englobava o Acre e parte do Amazonas. Oficialmente, mudar os fusos é uma questão teórica. A princípio, eles são determinados pelos meridianos. Tendo por base o texto acima, é correto afirmar que:
A) pela Terra passam 12 fusos horários, cada um possui 15° que correspondem a 1 hora.
B) o ponto de referência do horário mundial é a hora de Greenwich (GMT); na Inglaterra, indo para leste, deve-se atrasar o relógio; para oeste, deve-se adiantá-lo.
C) o objetivo da entrada do horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste é aproveitar melhor a luz, já que durante o verão, ao norte da Linha do Equador, o Sol nasce e se põe mais tarde.
D) a divisão da Terra em 24 fusos horários está relacionada com o movimento de rotação, que dura, aproximadamente, 24 horas e tem como consequência os dias e as noites.

05. Quando os raios solares incidem perpendicularmente ao Trópico de Capricórnio (aproximadamente em 21 de dezembro), temos, no Hemisfério Sul, o início do verão. Essa situação caracteriza o:

A) horário de verão.
B) equinócio.
C) fuso horário.
D) solstício.
E) afélio.

06. (ENEM) O sistema de fusos horários foi proposto na Conferência Internacional do Meridiano, realizada em Washington, em 1884. Cada fuso corresponde a uma faixa de 15° entre dois meridianos. O Meridiano de Greenwich foi escolhido para ser a linha mediana do fuso zero. Passando-se um meridiano pela linha mediana de cada fuso, enumeram-se 12 fusos para leste e 12 fusos para oeste do fuso zero, obtendo-se, assim, os 24 fusos e o sistema de zonas de horas. Para cada fuso a leste do fuso zero, soma-se 1 hora, e, para cada fuso a oeste do fuso zero, subtrai-se 1 hora. A partir da Lei nº 11.662/2008, o Brasil, que fica a oeste de Greenwich e tinha quatro fusos, passa a ter somente 3 fusos horários. Em relação ao fuso zero, o Brasil abrange os fusos 2, 3 e 4. Por exemplo, Fernando de Noronha está no fuso 2, o estado do Amapá está no fuso 3 e o Acre, no fuso 4. A cidade de Pequim, que sediou os XXIX Jogos Olímpicos de Verão, fica a leste de Greenwich, no fuso  8. Considerando-se que a cerimônia de abertura dos jogos tenha ocorrido às 20 h 8 min, no horário de Pequim, do dia 8 de agosto de 2008, a que horas os brasileiros que moram no estado do Amapá devem ter ligado seus televisores para assistir ao início da cerimônia de abertura?

A)9 h 8 min, do dia 8 de agosto.
B)12 h 8 min, do dia 8 de agosto.
C)15 h 8 min, do dia 8 de agosto.
D) 1 h 8 min, do dia 9 de agosto.

E) 4 h 8 min, do dia 9 de agosto.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

CURSO OPÇÃO - QUESTÕES URBANIZAÇÃO 2015 parte 2


01. Estudos recentes sobre a urbanização brasileira nos mostram algumas características da ocupação do solo. Sobre o processo de urbanização, assinale a alternativa correta.

A) A urbanização brasileira se desenvolveu com ampla integração ambiental.
B)As principais capitais brasileiras foram cidades planejadas para minimizar os impactos ambientais.
C) As cidades brasileiras, na sua maioria, cresceram ordenadamente, dentro de uma lógica social, promovendo a qualidade de vida do cidadão.
D) A conurbação que acontece em algumas cidades brasileiras pode ser uma solução adotada para minimizar problemas de saneamento básico.
E) O crescimento desordenado das áreas urbanas provocou grandes impactos ambientais, principalmente na Mata Atlântica.

02. A intensa e acelerada urbanização brasileira resultou em sérios problemas sociais urbanos, entre os quais podemos destacar:

A)Falta de infraestrutura, limitações das liberdades individuais e altas condições de vida nos centros urbanos.
B)Aumento do número de favelas e cortiços, falta de infraestrutura e todas as formas de violência.
C)Conflitos e violência urbana, luta pela posse da terra e acentuado êxodo rural.
D) Acentuado êxodo rural, mudanças no destino das correntes migratórias e aumento no número de favelas e cortiços.
E) Luta pela posse da terra, falta de infraestrutura e altas condições de vida nos centros urbanos.

03. Hoje a cidade de Nápoles assemelha-se a uma enorme lixeira. As autoridades napolitanas não sabem para onde levar os resíduos sólidos domiciliares produzidos pela cidade. [...] Sem saber o que fazer com o seu lixo, e com o receio crescente de epidemias, muitos habitantes já começaram a queimar os resíduos domiciliares, fazendo aumentar o rol de perigos associados ao problema, como a libertação de substâncias potencialmente cancerígenas para a atmosfera. Esta situação, com proporções mais preocupantes em Nápoles, afeta, no entanto, toda a região italiana da Campânia. Disponível em:  http://www.mafiadolixo.adm.br/default. asp?>. Acesso em: 8 jul. 2008. A crise do lixo na Itália reflete:

A) a importância adquirida pelos ambientalistas, que pressionam os governos dos países ricos por soluções para um desenvolvimento sustentável a nível global.
B) a falta de consciência ecológica por parte da população italiana, que, tal como a população dos países subdesenvolvidos, não se preocupa com o destino do lixo que produz.
C) a força do poder paralelo que tenta desestabilizar o governo italiano diante da população, já que é a Gamorra (a máfia local) quem controla os aterros sanitários da região.
D) o dilema da atual sociedade de consumo que dilapida o planeta na produção de necessidades supérfluas e de produtos descartáveis, mas não encontra soluções viáveis e ambientalmente sustentáveis para a enorme quantidade de lixo que produz.
E) um problema típico dos países ricos europeus, que dispõem de pouco espaço para fazer aterros sanitários, a solução mais viável para destinar a grande quantidade de lixo que produzem sem agredir o meio-ambiente.

04. O fenômeno da macrocefalia urbana, decorrente do crescimento acelerado das cidades, principalmente nos países pobres, gera consequências diretas, como:

A)Aumento dos problemas sociais e a exclusão social e econômica de grande parte da população.
B) Surgimento de bairros destinados a habitantes com alto poder aquisitivo e disseminação dos serviços modernos.
C) A verticalização urbana e a diminuição do consumo de bens duráveis e não duráveis.
D) Redução da criminalidade e da desigualdade social, tendo em vista que a renda é mais bem distribuída nas grandes cidades.
E) Estagnação da indústria, devido à redução do consumo e à aceleração do êxodo urbano.